Seja bem vindo!

MÉDICO É BALEADO POR ASSALTANTES, POPULAÇÃO PROTESTA CONTRA A INSEGURANÇA

Na noite da terça-feira, 08 de agosto de 2017, o médico Ayrton Wanderley, 87 anos, recebeu gratuitamente um tiro no rosto, durante arrastão praticado por marginais numa farmácia no Bairro Tirol, área nobre de Natal. Assaltos a farmácias e violência covarde contra vítimas indefesas são coisas corriqueiras na Grande Natal de hoje. Mesmo o fato da vítima desse quase latrocínio ser um idoso, não destoa do quadro geral, de barbárie galopante não só de Natal, mas do Estado inteiro. Por acaso do destino, esse avô, pai e profissional, vítima da vez dessa absurda Insegurança Pública, é tio da Primeira-Dama do RN.

Por outro acaso do destino, horas antes, o Governador Robinson Faria ( PSD) declarou em entrevista de grande repercussão na imprensa local, que se sente seguro em Natal e que a imprensa potencializa a Insegurança Pública, ao noticiá-la. Se entende, é claro, que o medo das pessoas, pelo menos em parte, é causado pelo noticiário farto de ocorrências criminais, segundo Robinson Faria. Imediatamente, as Redes Sociais fervilharam de comentários oscilando entre o repúdio e a ironia a tal percepção das coisas, pois a violência vivida pela população está na sua própria vizinhança – exatamente onde os Jornalistas colhem as notícias. A impressão geral foi de que Robinson Faria não tem conexão com a vida de seus governados e, por conta disso, não sente suas dores e problemas. A tragédia é que um familiar do próprio Robinson, sendo este um cidadão de bem que, como médico, dedicou a vida a salvar outras vidas, infelizmente se tornou a prova cabal do engano das palavras do Governador, pouco tempo após proferidas.

No dia seguinte, a imprensa deu destaque para os dois fatos. As entidades representativas dos Jornalistas e dos médicos emitiram notas sobre os assuntos. Espontaneamente, começou a circular nas Redes Sociais a idéia da realização de um protesto, marcado para a sexta-feira ( 11 de agosto), onde todos devem se vestir de preto e exibir cartazes contra a Insegurança Pública, num dia contra esse estado de coisas. O Movimento Cívico de Apoio às Forças Policiais, nas mesmas Redes Sociais, divulgou comunicado apoiando a convocação dos internautas. É óbvio que a população não se sente segura, é o contrário: o povo protesta contra a Insegurança!

As tragédias da Insegurança Pública vitimam a todos: é mais do que hora de pensar nisso! Pequenos ou grandes, autoridades ou não, estamos juntos em meio a uma Guerra Civil – que o próprio Governador Robinson Faria já admitiu como fato – e urgentemente precisamos nos unir para vencer o crime: com Justiça, cadeia, pólvora e balas, com Polícia impondo a Lei e Ordem nas ruas, Judiciário punindo severamente os criminosos. Prisões superlotadas, na nossa realidade, são um atestado de sanidade do tratamento, tanto quanto o uso da força letal contra vagabundos nojentos capazes da covardia de atirar na face de um velho benfazejo!

Sexta-feira estaremos de preto e esperamos que os que tem o Poder de decisão se vistam com a mesma cor, sinalizando nossa união contra o Crime.

… E depois disso, mãos à obra!

Erick Guerra, O Caçador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *